Notícias!!

terça-feira, agosto 15, 2006

Pé = a base de sustentação - Dor no pé e joelho.


Sem dúvida nenhuma , o pé é o pilar de sustentação do nosso esqueleto, qualquer alteração em sua morfofisilogia poderá acarretar problemas locais no próprio pé, e também a distãncia. No pé destacam a
Fascite plantar, queda do arco transverso anterior, as tendinites aquiléia e outras. Já nas patologias a distância podemos destacar as síndromes de hiperpressão retropatelar, a condromalácia rotuliana, as periostítes nos caso de atletas , as lombalgias e outras. É fácil raciocinar que se a base de sustentação está alterada, irá proporcionar compensações a nível superior, vamos citar como exemplo o pé pronado. O pé pronado que nada mais é que na fase de apoio na marcha (andar) a articulação subtalar promove um excesso de rotação, isto irá provocar uma rotação interna da perna, esta rotação interna provocará uma contração dos músculo da coxa o quadrícepes, que alterará seu vetor de tração sobre a rótula devido a rotação interna excessiva ocorrendo uma predominancia do vasto lateral sobre o vasto medial oblíquo, ocasionando o que chamamos de hiperpressão retropatelar, esta hiperpressão ocasionará dor anterolateral do joelho, e neste caso o diagnóstico da pronação não poderá ser negligenciado, se houver pronação excessiva o Fisioterapêuta ou ortopedista deverão prescrever palmilha para diminuir a pronação, e o tratamento do joelho doloroso deverá seguir um protocolo bem estabelecido , para saber mais sobre o protocolo de tratamento da condromalácia , sugiro clicar em nos links acima en azul.

Anatomia do Pé e Arco de sustentação.












alterações anatômicas e Ligamentos estabilizadores













sistema de amortecimento do pé, se este sistema estiver degenerado, poderá precipitar o esporão de calcâneo, devido a diminuição do amortecimento pelo coxim adiposo como mostra na figura.








mais detalhes sugiro clicar no link
Sportmedicina.

Um comentário:

SARA MELLO disse...

Olá, Ricardo!!
Obrigada pelo comentário no blog da Rosana Hermann.
Abraço
Sara Mello