Notícias!!

domingo, agosto 19, 2007

DOR E FORMIGAMENTO NO BRAÇO-SÍNDROME DE T4


A síndrome de T4 , foi o título usado por Maitland e Burnell em 1957, onde segundo os autores os sintomas eram difusos, poduzindo dor e parestesias nos membros superiores e ou dor de cabeça, também vagas e difusa. Segundo os autores há grande possiblidades de envolvimento do sistema nervoso autônomo, apartir da área torácica superior. O comprometimento poderia envolver outros níveis vertebrais como T2, T3, no entanto o nível T4 sempre estava envolvido, foram investigados mais de 90 casos no período de 1975 a 1983, segundo artigo de N. McGuckin- no livro Moderna terapia manual- Gregory P. Grievy. Segundo os autores haveria parestesia (formigamento ou dormência) em forma de luva, que pode ser dolorosa, envolve partes de um ou ambos os membros superiores conforme a figura 1. Dados apontaram que 79% eram mulheres, 21% homens. Os sintomas se instalaram muito parecidos com a pessoa acordando com parestesias, dor cervical e ou torácica já existentes.A faixa etária mais acometida foi entre 31-50 anos. Sinais encontrados , revelaram que vértebras torácicas superiores estavam muitas vezes com amplitude normal e indolores, mas se forem localizar os movimentos específicos nesta região poderão ocorrer dores na região superior e média. Alguns pacientes apresentam reprodução dos sintomas quando faz-se pressão nso processos espinhosos dorsasi médios e superiores com o polegar, sendo este um sinal importantíssimo, já evidenciamos vários casos em nossa clínica.
Achados comuns a palpação:
desvio de um ou mais processos espinhoso da linha médiana/ depressão de um ou mais processos espinhosos /Espaçamento diferente entre os processos espinhosos/ enrijecimento ou espessamento dos espaços interespinhoso/ movimentos limitados/ combinação dos ítens acima.

Opinião.A coluna torácica média que vai de T4 a T9, é chamada de zona crítica vascular, devido ao fato que nesta região há uma diminuição sensível da luz do canal vertebral. Qualquer alteração biomecânica nesta área influenciaria o SNA e transtornos cirulatórios . Já evindeciamos muitos casos em que ao liberarmos inespecificamentes esta região obtivemos melhoras , inclusive em tratamento de dor no membro inferior e principalmente em membros superiores. A técnica mais empregada nesta região é a " DOG TECNIQUE", segundo Salgado 2004, corroborado por outros autores como Kapler e Kelso 1984, haveria forte inibição do sistema simpático com a manipulação nesta área, outro efeito bastante importante seria a melhora do fluxo axoplasmático nesta área, defendida por Korr e Butler 1991. Por esta razão incluímos esta manobra como protocolo tanto para tratamento de problemas em membros superiores e inferiores.
figura-dog tecnique

3 comentários:

Mariela disse...

Olá Dr. Ricardo Sena!
Li sobre a Síndrome de T4 aqui no seu blog... Achei muito interessante! Sou aluna de fisioterapia, e estou no ultimo ano. Minha monografia tem como tema a "Síndrome de T4". Gostaria de pedir, se possível, se voce tiver mais alguma biblografia, ou qualquer material sobre o assunto, que enviasse para mim! Pois estou tento dificuldade para achar material, principalmente artigos. (tenho: Moderna terapia Manual da coluna vertebral - gregory P. Grieve; e Maitland's - vertebral manipulation )
Se vc puder me ajudar, agradeço imensamente!
abrços,
Mariela

Mariela disse...

opa! esuqueci...
meu e-mail para contato é: marielazanuchi@yahoo.com.br
abraço!

Plínio Lúcio disse...

Olá esse assunto é de extrema importância para observamos cada vez mais que o estudo do corpo humano não pode ser feito de forma isolada. "Pensamos que para entender a fisiologia, devemos parti das necesidades funcionais e procurar saber como a natureza as resolve"(Piret e Béziers). Toda patologia mecânica que nos concerne encontra-se nesta visão. Gostaria de saber mais sobre possibilidaes etiològicas da síndrome de T4. Abraços, Plínio.